Saúde

CARRETA DA MAMOGRAFIA ATENDE MULHERES DA ZONA RURAL.

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Claraval em parceria com a Santa Casa de Passos e Avon estão realizando, 170 exames de mamografia em Claraval, voltado para mulheres da zona rural do município, a carreta chegou segunda feira, 24 de Julho e ficara até hoje sexta 28 de Julho.

Outras ações esta semana foram desenvolvidas, pensando no bem estar das trabalhadoras rurais, dentre elas teve o cantinho da beleza, com corte de cabelo, unha, massagem e sobrancelha, palestra sobre a aposentadoria da trabalhadora rural ministrada pelo Dr. Cássio Cintra e Dra Laura Melo.

De acordo com o Dr. Jacob Kligerman, Ex Diretor Geral do Instituto Nacional de Câncer do Ministério da Saúde, o controle do câncer em nosso país representa, atualmente, um dos grandes desafios que a saúde pública enfrenta. O câncer é a segunda causa de morte por doença e demanda a realização de ações com variados graus de complexidade. O câncer de mama em mulheres teve um aumento considerável da taxa de mortalidade, entre 1979 e 1998, de 6,14 para 9,70 por 100 mil e ocupa o primeiro lugar nas estimativas de incidência e mortalidade para o ano 2001. Esta tendência é semelhante a de países desenvolvidos, onde a urbanização levou ao aumento da prevalência de fatores de risco de câncer de mama, entre eles, a idade tardia à primeira gravidez. Nesses países, houve um aumento persistente na incidência do câncer de mama, acompanhado da redução da mortalidade na faixa etária maior que 50 anos, devido à garantia do acesso à assistência médico-hospitalar e, provavelmente, à adoção de políticas de detecção precoce do tumor. Em alguns países em desenvolvimento ocorre o contrário, pois o aumento da incidência está acompanhado de um aumento da mortalidade atribuído, principalmente, a um retardamento dos diagnósticos e terapêuticos adequados.

A elevada incidência e mortalidade por câncer de mama no Brasil justifica o planejamento de estratégias nacionais visando a sua detecção precoce. É, portanto, fundamental que haja mecanismos através dos quais indivíduos motivados a cuidar de sua saúde encontrem uma rede de serviços quantitativamente e qualitativamente capaz de suprir essa necessidade, em todo o território nacional. Torna-se necessário, para enfrentar tal desafio, a adoção de uma política que contemple, entre outras estratégias, a capacitação de recursos humanos para o diagnóstico precoce do câncer.

 As mulheres acima de 40 anos que moram na zona urbana e precisam  fazer o exame podem procurar o Programa de Saúde da Família (PSF) e fazerem o agendamento, a Secretaria de Saúde realiza 30 exames mensais em Cássia, para atender a demanda da cidade.

O Prefeito Luiz Gonzaga Cintra, o Secretário de Saúde Valber Vidal, o Vice Prefeito Cássio, fizeram questão de acompanhar as atividades.

 

 

Mostre mais

Se inscrever

Deixe uma resposta

Além disso, verifique

Close
Close