Cultura

DE GARIMPO DAS CANOAS À CLARAVAL: UMA HISTÓRIA DE DIAMANTES E MONGES.

No dia 17 de agosto foi comemorado o Dia Nacional do Patrimônio Histórico e durante todo o mês o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA) promoveu a 6ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural, que contou com a participação de mais de 600 municípios.

Claraval não ficou de fora! Entre os dias 22 a 24 foram realizadas visitas guiadas com os alunos do Ensino Médio, período vespertino, ao Mosteiro de Claraval, que tiveram como tema: “De Garimpo das Canoas à Claraval: uma história de diamantes e monges”. Os jovens puderem aprender com Padre Mateus a relação entre a construção do Mosteiro, a ordem cisterciense e a história de Claraval, que muito deve aos monges, pois foram eles que conseguiram a instalação de energia elétrica na cidade, construíram escolas, ajudaram no abastecimento de água por meio de dois poços artesianos, influenciaram na conquista da emancipação política do município e trouxeram para Claraval a famosa corrida hípica.

Atualmente, o Mosteiro não é apenas de uma construção religiosa e principal cartão postal de nossa cidade, mas também uma edificação histórica importante para a identidade do povo claravalense, por isso é importante conscientizar os jovens da importância de sua preservação e valorização!

Além disso, a participação de Claraval na 6ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural possibilitará ao município obter recursos via ICMS-Patrimônio Cultural.

Mostre mais

Se inscrever

Deixe uma resposta

Além disso, verifique

Close
Close